Yvonne Maggie e o extremismo dos coletivos universitários

Universidade é uma das instituições mais exitosas da civilização ocidental. Surgida na Idade Média, atingiu sua forma atual no começo do século XIX, com o modelo humboldtiano alemão. Ela tem este nome – universidade – porque busca contemplar a universalidade do conhecimento humano: artes, teologia, filosofia, ciências formais e ciências empíricas.

O sucesso da Universidade deveu-se a um valor arduamente conquistado: a liberdade de expressão. Não mais a tradição, não mais a palavra da autoridade, não mais as convenções sociais. O saber, agora, respeitaria apenas três autoridades: a razão lógica, a experimentação empírica e a livre troca de ideias entre pares em uma esfera pública acadêmica.

(…)

Leia o restante do meu artigo no Ano Zero.

 

A PIOR DIREITA E ESQUERDA AMEAÇAM O MELHOR DO BRASIL

Às vezes, é importante ser conservador – na boa acepção – pois boas coisas são fáceis de destruir, mas muito difíceis de construir. Recentemente, me dei conta de que características que a cultura brasileira desenvolveu (características das quais devemos nos orgulhar, além de lutar para preservá-las) estão sendo ameaçadas pela importação de duas ideologias exógenas, de origem americana, sendo que uma delas nos ataca pela direita e a outra pela esquerda.

Essa característica é a nossa tolerância, uma tolerância de raízes profundas, embora não sem contradições – dado, por exemplo, que fomos o último país ocidental a abolir a escravidão. Ainda assim, poucos países tiveram a sorte de se desenvolver sobre instituições e cultura tão propícias a um sadio liberalismo político e social quanto nós.

(…)

Leia o restante de meu artigo no Ano Zero.